Os Discursos Sobre Ciência, Corpo, Homem/sociedade e Educação Física na Produção Científica no Nordeste Brasileiro 1982-2002.

Por: Tereza Izabel Pereira de Melo Silva.

56ª Reunião Anual da SBPC

Send to Kindle


INTRODUÇÃO:

Os resultados aqui apresentados são fruto de três pesquisas (Trabalhos de Conclusão de Curso - TCC) que abordaram as questões sobre Ciência, Corpo e Homem/sociedade, relacionando-as com as concepções de Educação Física na produção científica (dissertações e teses) dos docentes das Instituições de Ensino Superior do nordeste brasileiro (Estados de AL, BA, PE e SE) elaboradas entre 1982-2002. Estes estudos estão ligados a pesquisa matricial: Epistemologia da Educação Física: a Produção de Pesquisa no Nordeste Brasileiro - EPISTEF". Com base nos resultados dessa pesquisa mais ampla, os três estudos em referência se propuseram aprofundar as questões já citadas, como uma forma de trazer a tona discussões fundamentais na área do conhecimento Educação Física, suscitadas através dessas teses e dissertações. Estes estudos propuseram-se relacionar, tomando como referência a classificação temática do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte (CBCE) e as tendências teórico-metodológicas identificadas nessa produção. A síntese aqui apresentada se pautou pelos seguintes objetivos específicos: recuperar e relacionar os resultados referentes às concepções estudadas nos TCC’s; identificar possíveis mudanças históricas entre as concepções estudadas; apontar contribuições das pesquisas acerca da formação profissional e dos fundamentos científicos e filosóficos da Educação Física.

METODOLOGIA:

Partindo da base de dados do Projeto EPISTEF, foram selecionadas as informações sobre as dissertações e teses referentes às concepções de Ciência, Educação Física, Corpo e Homem/sociedade, coletadas através de uma ficha de registro, construída com base no Esquema Paradigmático que procura a articulação lógica entre técnicas, métodos, teorias e pressupostos epistemológicos e filosóficos. Foram localizados 101 docentes (PE-56; AL-21; BA-18; SE-4) e analisadas 40 pesquisas. Para as análises utilizou-se a técnica documentário-bibliográfica, a metodologia da análise de discurso e a interpretação pautou-se pela abordagem crítico-dialética. A análise de discurso foi caracterizada a partir da consideração de três categorias: o contexto, a intersubjetividade e a historicidade do discurso. Utilizaram-se para organizar os dados formas quantitativas e qualitativas, para compreender a produção da pesquisa como um fenômeno dinâmico. Foram organizados a partir das temáticas do CBCE: formação profissional/campo de trabalho (FP), escola (EC), movimentos sociais (MS), memória, cultura e corpo (MCC), comunicação e mídia (CM), políticas públicas (PP), pós-graduação (PG), recreação/lazer (RL), portadores de necessidades especiais (PNE), epistemologia (EP), atividade física e saúde (AFS), e rendimento de alto nível (RA) e das tendências teórico-metodológicas classificadas como empírico-analitica (20%), fenomenológico-hermenêuticas (27,5%) e crítico-dialética (52,5%).

RESULTADOS:

Nas pesquisas analíticas, distribuídas nas temáticas AFS (1), EC (3), MCC (1), FP (1), RL (1), RA (1), a ciência utiliza a tradição positivista para afirmar o paradigma de saúde como transformador na vida dos indivíduos. A educação física na escola é sinônimo de esporte e lazer. O homem é um ser biológico que se apropria de um corpo (objeto), ajustado aos papéis sociais do projeto capitalista. Nas hermenêuticas, distribuídas nas temáticas FP (2), MCC (4), PNE (1), PP (2), RL (1), a ciência procura afirmar práticas para grupos específicos havendo ênfase no processo de ensino em detrimento da exploração crítica do conhecimento. O corpo é entendido como corpóreo (expressão dos sentimentos) sendo ainda submetido aos padrões e valores ditados pela moda. A educação física está dentro dos parâmetros culturais e o homem é um ser-no-mundo, integral (biopsicosocial) sendo livre e consciente para exercer sua cidadania, porém, não havendo compromisso com as questões de mudanças sociais. Nas dialéticas, distribuídas nas temáticas EP (3), EC (6), FP (7), MCC (1), MS (2) e PP (2), a ciência é o meio pelo qual se propõem mudanças no projeto histórico capitalista, e enfatiza a formação de profissionais comprometidos com esta proposta. O corpo é tido como uma unidade, criador de sua própria ação e estilo, resgatando sua cultura corpórea como expressão da linguagem, onde o homem é um ser social ativo que busca o despertar crítico da realidade e a necessidade de mudanças para o bem coletivo.

CONCLUSÕES:

De forma geral, cada abordagem possui suas prioridades gerando diversas interpretações e tensões de caráter técnico, teórico, epistemológico e gnosiológico. As pesquisas analíticas e fenomenológicas demonstram modismo no que diz respeito à auto-afirmação da Educação Física frente aos segmentos sociais que colocam a idéia de integração do indivíduo à sociedade, porém limitam seus benefícios ao grupo específico estudado sem abranger o coletivo social. Já a proposta crítico-dialética, predominante nas pesquisas estudadas, configura a ciência como meio de propor, discutir e viabilizar, através dos grupos de pesquisa, a construção de um projeto histórico superador a partir das necessidades concretas do homem dentro da sociedade em sua especificidade regional. Em relação às concepções de corpo, houve o predomínio da cultura corporal. O homem é um ser social ativo, construído historicamente.

Predominantemente a Educação Física é tida como disciplina curricular. Partindo desta especificidade regional a formação profissional e a Educação Física escolar são prioridades da pesquisa em Educação Física no nordeste, entretanto todas as demais temáticas vêm sendo abordadas oferecendo um importante referencial sobre a problemática da Educação Física na região a ser retomado e integrado nos currículos de formação profissional ampliando as discussões teórico-metodológicas, considerando a realidade e a especificidade do nordeste com base nos diagnósticos oferecidos por essas pesquisas.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.