Os Efeitos da Crise Sobre o Apoio Governamental Ao Desporto Federado Espanhol. ¿consequências Futuras?

Por: David Cabello-manrique e Elena España-estévez.

Revista Intercontinental de Gestão Desportiva - v.6 - 2016

Send to Kindle


Resumo

A situação económica das federações desportivas no nosso país passou por momentos difíceis nos últimos tempos. Foi necessária a implementação de planos de viabilidade, que ainda estão em curso em algumas federações, e que já permitiram reduzir dívidas acumuladas.A evolução favorável destes dados é ainda mais evidente considerando-se que em 2012 cerca de 30 federações apresentavam falência técnica.O financiamento atribuído pelo Estado a essas federações está diretamente relacionado com o desenvolvimento das suas atividades desportivas nas diferentes competições e com a participação dos membros que as compõem nessas atividades. Apesar da redução no financiamento do Estado às federações, os atletas continuaram ativos e demonstraram consistência nas suas performances não só nas competições nacionais como nas que se realizaram fora do nosso país.Quanto aos efeitos específicos que a crise teve sobre o setor do desporto federado espanhol, a inversão que se realizou foi minimizada, por exemplo no que diz respeito à obtenção de licenças federadas.Apesar da queda da receita total em 14,34% para o período 2011-2014 (por diminuição nos subsídios do Consejo Superior del Deporte (CSD), na receita da publicidade e patrocínios ou quotas e licenças), observamos uma subida do 10,39% nos recursos próprios que compensa essa redução e mostra uma nova tendência de captação de recursos, menos dependentes de financiamento público

Endereço: http://www.revista.universo.edu.br/index.php?journal=gestaoesportiva&page=article&op=view&path%5B%5D=2713

Tags: Nenhuma cadastrada :(

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.