Os Efeitos da Formulação de Objectivos Sobre o Rendimento Desportivo de Duas Equipas de Andebol Sénior

Por: António Paulo Vieira de Sá Marques de Oliveira, António Rui da Silva Gomes e Sara Almeida e Sousa.

Análise Psicológica - v.22 - n.4 - 2004

Send to Kindle


Resumo

Apesar dos efeitos positivos dos programas de formulação de objectivos (P.F.O.) estarem bem estabelecidos em contextos industriais e educativos, não temos verificado o mesmo cenário no domínio desportivo, onde os resultados deste tipo de estratégias estão ainda totalmente por comprovar (Kyllo & Landers, 1995). Como refere Gould (1993), estes programas de intervenção nem sempre são aplicados de forma correcta devido ao facto de se ignorarem vários factores que podem influenciar a eficácia desta técnica. Neste sentido, o presente estudo procurou analisar a relação entre a formulação de objectivos (F.O.) e o rendimento desportivo, apresentando os dados da utilização de dois P.F.O. junto de duas equipas seniores de andebol, aolongo de duas épocas desportivas. Em termos mais específicos, a F.O. implementada baseou-se no estabelecimento de objectivos individuais e colectivos para as equipas, procurando controlar varáveis como o grau de experiência dos atletas, a divulgação pública e privada dos objectivos e a distinção entre os diferentes graus de dificuldade das provas. Os resultados sugerem a eficácia dos programas desenvolvidos na melhoria do rendimento desportivo dos atletas em diferentes parâmetros de jogo bem como no seu maior comprometimento e empenho para com o sucesso das equipas.

Palavras-chave: Formulação de objectivos, rendimento desportivo, psicologia do desporto, andebol.

Endereço: http://www.scielo.gpeari.mctes.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312004000400007&lng=pt&nrm=iso

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.