Os Efeitos da Hidroginástica na Flexibilidade e nas Atividades da Vida Diária em Idosos

Por: Betânia Maria Araújo Passos.

106 páginas. 2002

Send to Kindle


Resumo

O mundo passa por um processo de envelhecimento populacional rápido e intenso. Nesta fase é inevitável o decréscimo da capacidade funcional, o que leva a deteriorização dos parâmetros físicos. A flexibilidade é um dos principais componentes na função músculo-esquelética da aptidão física relacionada a saúde. No entanto, há um consenso de que a atividade física regular e orientada pode minimizar os aspectos físicos e psicológicos do indivíduo/idoso. Neste contexto o objetivo deste estudo foi verificar os efeitos do programa de hidroginástica tradicional na flexibilidade e nas atividades da vida diária em mulheres idosas durante 12 semanas. A amostra foi composta de 29 voluntárias, as quais foram randomizadas em 02 grupos: grupo experimental (GE, n=18, x=65,05 anos), e o grupo de controle (GC, n=11, x=63,45 anos). A flexibilidade foi mensurada utilizando-se goniômetro universal Laffayette e para a avaliação do desempenho nas AVD, utilizou-se o protocolo de Andreotti & Okuma (1999). Os testes foram aplicados antes e após o programa de hidroginástica. As voluntárias do GE foram submetidas ao programa de hidroginástica, 03 vezes por semana, com duração de 45 minutos.Para análise inferencial dos dados foram realizadas as análises de variância (Split Plot Anova). Utilizando-se a variável "grupos" (entre grupo) subdividida em dois níveis distintos (grupo experimental) e (grupo controle) e a variável "tempo" (no grupo) subdividida em dois níveis distintos (pré e pós testes). Para analisar a variação nos períodos pré e pós testes foi utilizado o teste "t" de Student pareado para amostras dependentes. Adotou-se um nível de significância de P≤0,05. Os resultados demonstraram diferenças significativas P≤0,05 no grupo GE na variável subir escadas. Considerando os resultados pré e pós testes em cada grupo, foi observado significância no grupo GE, nas variáveis sentar-se e levantar-se da cadeira, subir degraus, levantar-se do solo, subir escadas e calçar meias. Em relação a flexibilidade, foi observado diferenças significativas na variável rotação da coluna cervical direita no GE e no GC. Conclui-se que um programa de hidroginástica tradicional, realizado durante 12 semanas não foi efetivo para propiciar uma melhora significativa na flexibilidade e no desempenho de alguns movimentos de AVD quando comparadas a um grupo formado de pessoas não praticantes de atividades físicas

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=1059&listaDetalhes%5B%5D=1059&processar=Processar

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.