Os Esportes Radicais Como Potenciais Geradores de Saberes Interdisciplinares

Por: Igor Armbrust.

152 páginas. 2011 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

Os esportes radicais são objetos recentes de atenção do meio acadêmico, tendo sido relatados seus benefícios e possibilidades para a promoção do desenvolvimento humano. No entanto, há pouca produção no Brasil quando o universo de estudo é o meio escolar. Os esportes radicais, quando colocados como tema de estudo, podem ser vistos como meios educativos ao constarem de propostas que compreendam a complexidade humana visando à promoção da educação integral do ser humano. A temática inserida no contexto escolar pode contribuir para o desenvolvimento de estratégias de ensino e de estudos interdisciplinares. Nesse contexto, a pesquisa pretendeu, por meio de pesquisa-ação, construir estratégias de ensino com professores do Ensino Fundamental I, de várias disciplinas, e discutir o papel da Educação Física como componente curricular no fomento do trato pedagógico da temática. A partir da intenção manifesta pela direção da escola e do compromisso conjunto dos professores, foram utilizados instrumentos de pesquisa como: diário de campo, gravações de reuniões pedagógicas, entrevistas individuais que permitiram gerar o relatório da pesquisa identificando resultados profícuos descritos de forma cíclica. Inicialmente, descrevemos o encontro do pesquisador com o conhecimento peculiar da escola, a apresentação da proposta interdisciplinar e a observação das dificuldades de tentar fazer algo que expandisse os salões de estudo. Após essa fase, no segundo ciclo trouxemos à tona o conhecimento profundo e vivencial da escola, sua rotina, seus princípios geradores de diálogos e o respeito e as aproximações com o bairro-educador. Passada essa etapa, realizamos a construção dos círculos de cultura como formação dialógica para possibilitar a capacidade de adquirir e transmitir conhecimentos sobre os Esportes Radicais (ER), identificando e expondo suas limitações. Em seguida, colocamos os professores para experimentarem estratégias reflexivas como intuito de poder ofertar melhores entendimentos sobre os ER. No quinto ciclo construímos, em conjunto, um roteiro de estudo como desencadeador interdisciplinar no ciclo fundamental I e detectamos anseios por parte de alguns professores quanto a trabalhar com diversas estratégias de comunicação tendo por finalidade romper com o saber expositivo supervalorizado, partindo para os procedimentos reflexivos. Fechando os ciclos, foi feita a aplicação da fase inicial do roteiro de estudos em todas as séries do ciclo fundamental I, conjecturando aceitação à mudança propositiva de ensino com lideranças entre os grupos de professores. Consideramos, a partir dos resultados da pesquisa-ação aplicada na escola, que os processos educativos permitem mostrar o universo complexo e vivo de um organismo estruturado por pessoas com pensamentos próximos, almejando transformar ou modificar as realidades de seus discentes para que enxerguem na educação, e através da educação, possibilidades qualitativas de se reconhecerem enquanto indivíduos participantes e interventores de sua comunidade. Os ER, colocados no roteiro de estudo potencializando saberes interdisciplinares, conseguiram, a nosso ver, provocar a atenção através do desafio causando desequilíbrios e conexões no processo de aprendizado possibilitando a ocorrência de avanços educativos.

Endereço: http://www.usjt.br/biblioteca/mono_disser/mono_diss/2012/209.php

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.