Os Ganhos Comportamentais da Inclusão no Clube Desportivo Matchedje

Por: Francisco Faquir, Hermenegildo Machoi, Salvador Chitsondzo e Vicente Tembe.

VIII Colóquio de Pesquisa Qualitativa em Motricidade Humana

Send to Kindle


Resumo

Nos últimos anos a investigação referente à inclusão de atletas no desporto tem merecido atenção na psicossociologia do desporto. Ao nível social e desportivo existem indivíduos que almejam participar dos jogos olímpicos e paraolímpicos. O objetivo deste trabalho é de avaliar os benefícios psicossociais da inclusão atlética na equipe de atletismo do Clube Desportivo Matchedje. Constitui foco o acompanhamento psicossocial dos atletas paraolímpicos e olímpicos no período 2009 e 2019. Dos 19 atletas com subsídio, 4 (3 femininos e 1 masculino) são paraolímpicos e 15 são olímpicos (3 Feminino e 12 masculino), assistidos por 5 técnicos do clube. Os pressupostos comportamentais como a autoestima, ansiedade pré-competitiva, orientação motivacional, percepção da liderança têm sido administrados num relacionamento de inclusão da equipe técnica e atletas (olímpicos e paraolímpicos). Os primeiros três meses, que coincidem com a preparação básica, têm sido árduos para fazer compreender aos atletas que o objetivo de treinamento deve ser em primeiro lugar superar as marcas individuais onde o trabalho coletivo e cooperação são imprescindíveis. Os resultados demonstram uma predominância de autoestima alta, entrega às atividades (orientação para a tarefa), entreajuda, motivam-se, adotam linguagem de afinidade; os paraolímpicos encontram na particularidade física como meio de demonstrar o seu valor social.

Endereço: http://motricidades.org/conference/index.php/cpqmh/8cpqmh/paper/view/361

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.