Os Jogos de Construção na Educação Infantil: Estudo de Caso na Creche AMAS (associação Metodista de Ação Social) – Piracicaba, SP

Por: .

2005 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

A proposta deste trabalho foi a de investigar possíveis contribuições que a construção de brinquedos oferece para o desenvolvimento integral da criança, de 3 a 6 anos, ressaltando a importância do brincar, bem como a prática de jogos e de brincadeiras com materiais alternativos. Na escola, o professor deve orientar a aprendizagem da criança atuando sobre as condutas, com o objetivo da melhoria das habilidades perceptivas, motoras e intelectuais, sempre que possível apoiado por situações lúdicas e relacionais. O que fazer para educar para a autonomia e liberdade ao invés de adestrar para o bom-comportamento? O caminho é respeitar, permitir, proporcionar o brincar, a brincadeira, os jogos, o movimento; é educar por meio do movimento, utilizando a favor da criança sua corporeidade, seu conhecimento corporal acumulado nos primeiros anos de vida e de desenvolvimento, e não a estereotipando em um ser polido, comedido, inativo. De acordo com Lakatos e Marconi (1985), este é um estudo exploratório, do tipo estudo de caso, observação estruturada – sistemática onde os sujeitos serão submetidos a determinadas atividades, verificando-se os resultados das mesmas para o desenvolvimento infantil. Foram estudadas 31 crianças de 3 a 6 anos de idade, de ambos os sexos, matriculadas e freqüentadoras da AMAS (Associação Metodista de Ação Social) “Creche Marshlea Dawsey”, situada à Rua 3, 107, Bairro Nova América, Piracicaba –SP. De acordo com as anamneses foi traçado um perfil das crianças, que têm praticamente a mesma rotina, nos dias da semana acordam e vão para creche, permanecem das 7 às 17 horas, e então, retornam para suas casas. Brincam, em casa ou nas proximidades (rua), por mais ou menos 2 horas. Fazem uma refeição e dormem. Nos finais de semana, a maioria fica em suas casas, e brincam na mesma ou na rua. Fazem alguns passeios (casa dos avós ou parentes). Este foi um dos motivos pelo qual implantamos os jogos de construção e o brincar nas aulas de Educação Física, para proporcionar às crianças a possibilidade de vivenciarem atitudes construtivas como: manipulação de objetos individualmente e em grupo, troca de idéias, tomadas de decisões, diferentes formas de brincar e exploração das habilidades básicas. Porém o importante é ressaltar que não é o jogo o importante, mas sim a diversificação das atividades naturais da criança, e a partir daí criar jogos que desenvolvam, que ampliem, as experiências das crianças. 
 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.