Os Jovens e os Videojogos Ativos: Um Estudo de Caso

Por: Antonino Pereira e José Carlos Almeida Couto.

Licere - v.18 - n.3 - 2015

Send to Kindle


Resumo

Os videojogos ativos, também conhecidos por Exergames, procuram promover uma maior interação e movimento durante a sua prática. Este estudo pretende descrever e compreender as representações e práticas de 40 alunos do concelho de Penalva do Castelo (Portugal) relativamente aos EXG. Recorreu-se à entrevista como instrumento de recolha de dados e à análise de conteúdo como técnica de análise de dados. Os resultados revelam que os alunos mais novos conceptualizam os EXG como os jogos em que têm que usar o movimento do corpo para jogá-los e os mais velhos preferem defini-los como jogos em que fazem movimento e exercício físico. Sobre os hábitos da sua prática são as raparigas que mais os jogam e os rapazes que mais tempo gastam. A quase totalidade dos alunos possui uma consola em casa e dão preferência à Wii. As razões da prática dos EXG são o divertimento e a prática de atividade física.

Endereço: https://seer.ufmg.br/index.php/licere/article/view/1075

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.