Os Manuais Escolares Franceses de Educação Física, de Higiene e de Moral Seriam Sexistas? (1880-2004)

Por: Carmem Lúcia Soares e Jacques Gleyse.

Educação e Sociedade - v.29 - n.102 - 2008

Send to Kindle


Resumo

Este artigo situa-se como um estudo panorâmico sobre as relações de gênero e a co-educação no âmbito da Educação Física na França ao longo do século XX. Em seu desenvolvimento são privilegiados três domínios discursivos orientados em direção ao mesmo objeto: os manuais de higiene, os manuais de moral e, finalmente, os manuais e textos oficiais no domínio da educação física e do esporte. Nesta pesquisa pode-se constatar que os manuais escolares que tratam do exercício físico não apenas são sexistas, mas servem também para ensinar as diferentes modalidades de sexismo através do domínio específico dos exercícios físicos. As fontes aqui pesquisadas estão disponíveis nos arquivos do Centre dEtude, de Documentation en Histoire et Recherche en Education (CEDHRE) do Institut Universitaire de Formation des Maîtres (IUFM) de Montpellier, um dos mais completos sobre manuais escolares na França. Palavras-chave : Gênero; Corpo; Manuais escolares; Manuais de higiene e moral; Gênero e educação física.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0101-73302008000100008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.