Os Megaeventos Esportivos na Revista Piauí

Por: Alexandre Soares Bastos.

138 páginas. 2016 04/02/2016

Send to Kindle


Resumo

Esta pesquisa teve por objetivo analisar os significados dados aos Megaeventos esportivos em matérias da Revista piauí, por ser uma mídia não especializada em Esportes, mas que trata de tal tema em vários de seus artigos e por propor um diálogo distinto com seu leitor. Dados sobre três dos maiores e mais importantes Megaeventos da atualidade e sediados no Brasil - Copa das Confederações de Futebol masculino FIFA 2013, Copa do Mundo de Futebol masculino FIFA 2014 e Jogos Olímpicos 2016 - foram coletados no período de Setembro de 2007 a Agosto de 2014. A partir da Análise de Conteúdo foram encontradas as categorias: Nacionalismo, Soberania Nacional, Adesão e resistência e Legado esportivo. Em relação ao Nacionalismo, a Revista alerta sobre o uso oportunista de valores patrióticos para chancelar a organização desses eventos pelo Estado. Ao mesmo tempo, compreende que o esporte possui forte impacto na construção da identidade nacional, pois é uma prática da Cultura Popular. No Brasil, em especial o futebol cumpriria essa função. Sobre Soberania Nacional, a Revista denuncia a submissão do País aos interesses impostos pelas entidades esportivas internacionais e seus parceiros. Segundo a publicação, a relação público-privada é apresentada de maneira desequilibrada para beneficiar pequena parcela de grupos pertencentes às elites empresariais. Esta relação gera frustração decorrente da ruptura entre as expectativas e efetivações de ganhos que os Megaeventos trariam ao País. A Revista divulga também uma série de reportagens sobre resistências populares à forma excludente de organização desses eventos. O posicionamento dessas reportagens se aproxima de movimentos sociais e grupos que estão imbuídos em questionar bases políticas tradicionais. Para isso, as reportagens legitimam um perfil de manifestação ao mesmo tempo em que satiriza movimentos políticos com posicionamentos mais efêmeros. Sobre o Legado que os Megaeventos esportivos deixam para o Brasil, em termos materiais, as reportagens mostram ganhos muito discretos, setorizados e contraditórios, já que são destinados a uma minoria. No aspecto imaterial, a Revista utiliza pesquisas que apresentam dados de Megaeventos esportivos anteriores e que mostram aumento de autoestima e orgulho nacional, porém, para os eventos brasileiros analisados, esse potencial de ganho não se efetiva. A conclusão da pesquisa mostra um contra discurso da piauí em relação às mídias nacionais e ao projeto político nacional, como foco os governos (nas três esferas) e as entidades esportivas, em que os Megaeventos esportivos estão inseridos. 

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000968203&opt=1

Ver Arquivo (PDF)

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.