Os Testes de Aptidão Física na Educação Física: da Justiça Como Equidade Ao Direito ? Educação

Por: Guilherme Gonçalves Baptista e Juliana Gonçalves Baptista.

Pensar a Prática - v.20 - n.1 - 2017

Send to Kindle


Resumo

É justo limitar a entrada de alunos em cursos de Educação Física devido ao insucesso nos testes físicos? O presente ensaio apresenta reflexões iniciais sobre a legitimidade e as limitações da exigência dos testes de habilidade específica para o ingresso discente nos cursos superiores em Educação Física, trazendo à baila questões sobre justiça e direito à educação. A partir da teoria de justiça rawlsiana, os testes foram mobilizados para problematizar as condições mínimas necessárias para ingresso discente e as próprias identidades profissionais em torno da Educação Física. Notou-se que a exigência de competências mínimas colidia com o processo plural de construção identitária da área e servia, de certo modo, como um limitador da própria condição humana: o direito à educação.

Endereço: https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/41955

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.