Oscar Pistórius, Um Deficiente Eficiente? Consideraçoes Sobre a Segregação/inclusão no Paradesporto: Um Olhar a Partir da Mídia

Por: , e Fabio Zoboli.

Atos de Pesquisa em Educação - v.8 - n.1 - 2013

Send to Kindle


Resumo

Neste texto, abordamos as questões pertinentes à inclusão e segregação que puderam ser observadas ao se fazer o acompanhamento de um veículo midiático em relação a Oscar Pistórius, atleta sul-africano, e toda polêmica que o envolveu quando do Mundial de Atletismo/2011 realizado na Coreia do Sul, entre 27 de agosto a 04 de setembro. Analisamos o Portal Globo.com, acompanhando as notícias sobre a participação de Pistórius no período de um mês. Foram 24 notícias relacionadas, sendo analisadas 23 delas a partir da hermenêutica de profundidade. Percebemos a existência de um agendamento em relação ao referido atleta, pelo seu ineditismo e polêmica envolvida, ou seja, ser o primeiro atleta biamputado a competir em eventos competitivos para atletas sem deficiência – embora o foco tenha sido simplista, sem aprofundar tal questão. A partir do que foi investigado, visualizam-se as tensões geradas entre as questões de segregação e inclusão, pelas oposições entre “normal” versus “deficiente”, entre “homem” versus “máquina”. Esta última – mistura homem x máquina – é constatada tanto nos fragmentos de textos das reportagens analisadas como também no material fotográfico que acompanha as notícias. Outra consideração que pode ser feita sobre a pesquisa realizada é sobre uma possível redefinição do conceito de conquistas atléticas, já que Pistórius, com seu ineditismo e sua polêmica, quebra paradigmas nesse processo de segregação/inclusão e coloca em xeque a natureza humana com o uso de suas próteses mecânicas.

Endereço: http://proxy.furb.br/ojs/index.php/atosdepesquisa/article/view/3671

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.