Oxidação Máxima de Gorduras Durante o Exercício Aeróbico em Adolescentes com Diabetes Tipo

Por: íncare Correa de Jesus, Juliana Pereira Decimo3, Luís Paulo Gomes Mascarenhas e Valderi Abreu de Lima.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.25 - n.4 - 2019

Send to Kindle


Resumo

Objetivo:

Comparar as taxas máximas de oxidação da gordura (FATMAX) e analisar a sua associação com a aptidão cardiorrespiratória em adolescentes com diabetes mellitus tipo 1 (DM1).

Métodos:

Vinte e dois adolescentes de ambos os sexos, de 11 a 17 anos, após avaliações clínicas e antropométricas, foram alocados no grupo diabético (GD; n = 10) ou no grupo controle (GC; n = 12). A aptidão cardiorrespiratória foi determinada pelo consumo máximo de oxigênio (VO2max) durante um teste aeróbico máximo em um cicloergômetro utilizando o protocolo Balke. A oxidação máxima da gordura (FATMAX) foi determinada pela razão de troca ventilatória proposta na Tabela de Lusk.

Resultados:

Os adolescentes no GD apresentaram menores valores médios de FATMAX (p<0,01) e % VO2FATMAX (p=0,001) quando comparados com aqueles no GC. Os valores de FATMAX correlacionaram-se inversamente com os níveis de hemoglobina glicosilada sérica (HbA1c) (r = −0,77) e diretamente com o z-score IMC (r = 0,76), enquanto os resultados de %VO2FATMAX correlacionaram-se diretamente com a idade (r = 0,81), z-score IMC (r = 0,65) e VO2max (r = 0,81). Na regressão linear múltipla, os valores de HbA1c explicaram 54% (r² ajustado = 0,54, p = 0,009) e o z-score IMC explicou 3,1% (r² ajustado = −0,031, p = 0,009) da variação no FATMAX no GD. Os adolescentes com DM1 apresentaram aptidão cardiorespiratória similar e taxas de FATMAX menores (35±11 VO2max) quando comparados com os do grupo controle (60±12 VO2max).

Conclusão:

Esses resultados sugerem taxas menores de oxidação da gordura e maior uso da glicose como substrato de energia durante o exercício e pior controle no DM1. Portanto, os resultados podem contribuir com a prescrição de exercício apropriada no DM1, após verificar a intensidade do exercício, a fim de diminuir o risco de hipoglicemia. Nível de evidência III; Estudo de caso-controle.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1517-86922019000400299&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.