Papel do Poliformismo no Gene da Síntese do óxido Nítrico Endotelial (enos) na Posição G894t na Resposta Pressórica em Mulheres no Climatério: Efeito do Treinamento Físico

Por: Tiago Marques de Rezende.

2009 11/09/2009

Send to Kindle


Resumo

As mulheres possuem maior longevidade do que os homens, e após a menopausa a incidência de doenças cardiovasculares em mulheres é equivalente a dos homens, e assim os gastos com saúde na população feminina aumentam significativamente após a menopausa. Portanto, o objetivo deste trabalho foi avaliar a presença de variações polimórficas no gene da eNOS na posição G894T em mulheres no climatério, e se o exercício físico aeróbio por 6 meses teria efeitos benéficos sobre a pressão arterial destas voluntárias. Nossos resultados mostram que o exercício físico não foi capaz de alterar o IMC das voluntárias. Por outro lado, o treinamento físico por 24 semanas foi efetivo em reduzir os valores de pressão arterial das voluntárias normotensas e hipertensas com genótipo GG, mas o genótipo GT+TT provoca alterações significativas nas respostas cardiovasculares que limita a magnitude de redução da pressão arterial na população estudada. Portanto, nossos dados claramente mostram que a presença do polimorfismo para o gene da eNOS na posição G894T afeta as respostas hipotensora, principalmente em hipertensas, ao exercício e pode estar associado a gênese da hipertensão arterial.

Endereço: http://www.athena.biblioteca.unesp.br/F/41RG6NI8A2GEYPSKCFS2MG51RBU64Q4B4FYPLU6D3HKF41GBTD-42208?func=full-set-set&set_number=007730&set_entry=000116&format=999

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.