Para-badminton: Características Temporais e Técnicas do Jogo

Por: Aline Miranda Strapasson, Edison Duarte, , Marcos Bezerra de Almeida e Wendel de Oliveira Mota Ribeiro.

Caderno de Educação Física e Esporte - v.16 - n.2 - 2018

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi caracterizar e comparar as características técnicas e temporais das partidas de Para-Badminton (PBd) para usuários de cadeiras de rodas (WH - Wheelchair) através do scout. Foi realizado um estudo descritivo com análise inferencial para comparação entre grupos. Durante um Campeonato Mundial da modalidade foram filmados e analisados seis jogos de PBd das classes WH1 e WH2, da categoria simples masculina. Analisaram-se as variáveis técnicas e temporais e os resultados apontaram que o tempo total (TT) de jogo das categorias WH1 e WH2 não apresentou diferenças estatísticas significativas, além disso, o tempo de rali (TR) da classe WH2 apresentou-se maior que o tempo de pausa (TP), caracterizando mais intensidade de jogo. Os itens que apresentaram diferenças estatísticas significativas entre as categorias foram: tempo de descanso (TD), frequência de golpes (FG), densidade de jogo (DJ) e golpes por rali (GR). Quanto aos fundamentos executados, o único que apresentou diferença expressiva foi o drive, golpe menos utilizado nas partidas. Os fundamentos mais utilizados foram o clear, o lob, o drop e o net-shot; e o número de erros não forçados (ENF) foi maior que os pontos vencedores (PV). Conclui-se assim, que é possível caracterizar e comparar as características técnicas e temporais das partidas de PBd utilizando o scout como ferramenta de análise de jogo.

Endereço: http://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/19459

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.