Pára-quedismo

Por: Augusto Ribeiro, José Koff, Simone Amorim e .

Atlas do Esporte no Brasil.

Send to Kindle


Resumo

As competições esportivas de pára-quedismo consistem em saltos de pára-quedas que visam a determinadas manobras em performance, estilo, correção e tempo com o melhor mérito possível dos competidores (ver, por exemplo, item 3.2, Competitive Rules for Artistic Events, FAI, 2003). O pára-quedismo (PQD) em geral caracterizase por suas formas de prática: esportiva, militar, lazer e salvamento. As versões esportivas utilizam, ou não, uma aeronave como condutor dos competidores que, por sua vez, usam duplo equipamento para maior segurança. A outra dimensão da segurança é a certificação obrigatória dos saltadores, treinadores e pilotos das aeronaves de apoio, estas também sujeitas a homologação. Atualmente são utilizados pára-quedas em formato retangular, totalmente manobráveis/dirigíveis, que permite o pouso no solo sem o impacto da queda. O sistema de competição é composto por dois tipos: Campeonatos Oficiais, promovidos e/ou apoiados pela Fédération Aeronautique Internationale-FAI e, no Brasil, pela Confederação Brasileira de Pára-Quedismo-CBPq; e os encontros informais – boogies, realizados em datas comemorativas ou confraternizações. Visando unificar a segurança e regulamentar a prática deste esporte, a CBPq criou um Código Esportivo, composto por 16 normas.

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.