Para Transporte ou Passeio? Propagandas Brasileiras de Bicicletas (décadas de 1950-1970)

Por: Thaís Lanna Junqueira.

Recorde: Revista de História do Esporte - v.8 - n.2 - 2015

Send to Kindle


Resumo

A bicicleta é uma invenção do século XIX e chegou ao Brasil pouco antes do início do século XX. Apesar de ter sofrido poucas modificações em sua parte física desde então, seu papel social ao longo das décadas mudou muito. Inicialmente um luxo reservado aos ricos, que a utilizavam para a prática do ciclismo nos modernos velódromos, a bicicleta rapidamente se popularizou e passou a ser utilizada para outros fins, como passeio e transporte, se tornando elemento marcante no meio urbano brasileiro. O processo de popularização do automóvel no país, que se iniciou na década de 1950, entretanto, contribuiu para uma mudança no imaginário social das classes médias urbanas a respeito da bicicleta. Cada vez mais, sua função de transporte era denegrida, associada à pobreza, e o discurso publicitário, dialogando com o seu público, passava a representá-la como instrumento para o lazer. Neste artigo, nos propomos a investigar como se deu a sucessão de diferentes representações sobre a bicicleta entre as décadas de 1950 e 1970, utilizando como fonte propagandas de bicicletas veiculadas em revistas de grande circulação.

Endereço: https://revistas.ufrj.br/index.php/Recorde/article/view/2720

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.