Para Uma Andragogia do Esporte: Discutindo as Diretrizes e a Formação Profissional Para a Educação Física de Jovens e Adultos

Por: Agrio de Oliveira Chacon Filho.

2007 19/10/2007

Send to Kindle


Resumo

Para o desenvolvimento desta pesquisa, foi formulado o seguinte objetivo geral, norteador do processo de investigação: Discutir a relação entre os conteúdos atitudinais e os conteúdos esportivos apresentados na proposta de Diretrizes Curriculares para a Educação Física de Jovens e Adultos no Brasil, à luz da corporeidade e da ludicidade, questionando a formação do profissional de Educação Física e delineando perspectivas para uma Andragogia do Esporte que valoriza o Ser e a Vida. A partir desse objetivo geral, foram definidos os seguintes objetivos que deram maior especificidade ao processo investigativo: 1. Construir o contexto teórico a partir do eixo corporeidade/ludicidade, articulando transversalmente saberes esportivos, visando contribuir para uma Andragogia do Esporte. 2. Analisar os objetivos propostos para a Educação Física de Jovens e Adultos, com base no referencial teórico elaborado e nos depoimentos de egressos do Curso de Educação Física da UFRN. 3. Interpretar a relação entre conteúdos atitudinais e conteúdos esportivos, a partir da realidade acadêmica vivida por egressos do Curso de Educação Física da UFRN. 4. Compreender as necessidades mais urgentes de formação continuada de egressos participantes do estudo para atuação satisfatória com a Educação Física de Jovens e Adultos. 5. Propor perspectivas para a construção de uma Andragogia do Esporte a partir do eixo corporeidade/ludicidade. Em atendimento à natureza desta pesquisa e como formas de guiarmos nessa aventura epistemológica foram básicos os seguintes pressupostos teóricos: 1. Corporeidade é foco irradiante, primeiro e principal de critérios educacionais; 2. A tarefa da educação deve ser realizada com os homens e não para os homens; 3. O homem deve jogar somente com a beleza e somente com a beleza deve jogar; 4. A educação esportiva deve se fundamentar na estética e no fair play. A abordagem de pesquisa adotada é de natureza qualitativa, utilizando o procedimento de entrevista para um grupo constituído por doze egressos do Curso de Educação Física da UFRN no ano de 2005.2. Após a discussão dos resultados sobre os objetivos e conteúdo atitudinais para a Educação Física de jovens e Adultos, o estudo apresenta nove temáticas apontadas pelo grupo investigado como prioridades para sua formação continuada, visando a atuação do profissional de Educação Física com o EJA: vivências inclusivas; lazer e qualidade de vida; relacionamentos; corpo e cuidado pessoal; valores sociais; auto-estima; fenômeno esportivo; estágio EJA; conteúdos atitudinais. Como contribuição para a construção de saberes para uma Andragogia do Esporte, o estudo apresenta uma estrutura metafórica denominada Galáxia dos Saberes Virtuosos do Esporte integrando nove elementos inspirados na Ode ao Esporte de Pierre de Coubertin: vida; beleza; justiça; ousadia; honradez; alegria; fecundidade; progresso; paz. No centro dessa estrutura de saberes virtuosos instala-se um sistema ludopoiético que articula cinco princípios epistemológicos com função de conectar os saberes virtuosos do esporte que devem integrar os conteúdos atitudinais propostos para a Educação Física de Jovens e Adultos de modo a propiciar a concretização dos respectivos objetivos propostos para esta modalidade de ensino.



 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.