Parâmetros Fisiológicos e Perceptivos Durante Caminhada de Intensidade Preferida Por Mulheres Adultas, Previamente Sedentárias

Por: Cosme Franklim Buzzachera, Hassan Mohamed Elsangedy, Sérgio Gregório da Silva e Tatiane Hallage.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.9 - n.2 - 2007

Send to Kindle


Resumo

O objetivo desse estudo foi verificar os parâmetros fisiológicos e perceptivos durante a realização de caminhada de intensidade preferida por mulheres adultas, previamente sedentárias. Foram investigados 41 sujeitos (idade 32,6 ± 8,6 anos), os quais realizaram, inicialmente, um teste de esteira incremental até a exaustão para a determinação de respostas fisiológicas e perceptivas máximas e, posteriormente, um teste de caminhada em esteira por 20 minutos em uma intensidade auto-selecionada, no qual parâmetros fi siológicos e perceptivos foram obtidos. Medidas de tendência central e variabilidade foram empregadas para a análise descritiva das variáveis investigadas nesse estudo. Em relação às respostas fisiológicas, verificou-se que os sujeitos preferem exercitar-se em uma intensidade média de 57,3 ± 12,1% do consumo de oxigênio pico (VO2pico) e 74,4 ± 9,3% da frequência cardíaca pico (FCpico), correspondente à 88,4 ± 19,8% e 85,6 ± 21,6% dos valores obtidos no limiar ventilatório (LV). Por sua vez, as respostas perceptivas de sensação subjetivade esforço (SSE) e valência afetiva (VA) determinadas durante a caminhada, apresentaram valores médios de 11.9 ± 2,1 e 2,4 ± 2,0, equivalentes a 100,7 ± 20,0% e 96,0 ± 2,0% dos valores de LV, respectivamente. Desse modo, pode-se concluir que mulheres adultas previamente sedentárias auto-selecionam uma intensidade de caminhada perceptivamente agradável e capaz de proporcionar a ocorrência de signifi cativas adaptações cardiorrespiratórias.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/4059

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.