Parâmetros Mecânicos e Metabólicos do Desempenho em Intensidade Supra-máxima de Nado Crawl

Por: Dalton Muller Pessoa Filho.

Motriz - v.13 - n.3 - 2007

Send to Kindle


Resumo

O objetivo foi analisar o desempenho supra-máximo do crawl (vmax) pelas relações entre energia anaeróbia (Eanaer), potência muscular (Po) e propulsiva (Pu), eficiência mecânica (emec) e propulsiva (ep), economia e força de arrasto (Fr). Onze competidores submeteram-se à avaliação de Fr pelo método de Perturbação da Velocidade e à estimativa de ep, pelas relações entre Fr e a ação do hidrofólio. Eanaer foi quantificada pelo equivalente energético do lactato e da fosfocreatina. Correlações de vmax com Eanaer (0,71), economia (0,65), Fr (0,68), Pu (0,79) e Po (0,69) demonstram que força, potência e disponibilidade de energia sustentam o desempenho em vmax. Contudo, ao restringir Eanaer em vmax, apenas a economia acomoda-se a esta condição (-0,95), enquanto que emec torna-se determinante para Fr (0,97), Pu (0,90) e Po (0,98). Conclui-se que a taxa de trabalho é decisiva no desempenho supra-máximo, e que Eanaer subsidia sua produção, mas quando restrita, emec e economia interagem-se como fatores fundamentais.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/773/884

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.