Participação das Escolas Secundárias de Santos nos Campeonatos Colegiais: Prática de Educação Física Escolar (1934-l964)

Por: Felipe Amorim de Souza.

184 páginas. 2012 28/02/2012

Send to Kindle


Resumo

Santos é uma cidade onde o esporte é atividade vital e parte de sua história. A tradição de ter sido várias vezes campeã dos Jogos Abertos do Interior, vem desde os fins do século XIX, quando os ares da modernidade e as riquezas do café invadiram a cidade, ocasionando transformações econômicas, urbanísticas e sociais; época que deu início ao surgimento dos clubes de regatas e, também, as gremiações; incontáveis antes das construções verticais. Nesse período a cidade respirava esporte, não só nos clubes, nos campos de várzea, nas praias, mas também nas escolas. A partir do século XX, a competência e os métodos inovadores dos professores de educação física da cidade chamavam a atenção. O trabalho dos mestres, suas ações pedagógicas, contribuía para o enriquecimento cultural. O compromisso com as atividades esportivas e os desfiles cívicos tinha grande repercussão na sociedade. Por esses motivos, esta pesquisa buscou resgatar a história das competições colegiais na cidade de Santos no século XX (1934-1964), na tentativa de compreender como se processavam essas experiências esportivas; quais os seus principais mentores e metas. Com esse objetivo este estudo serviu-se, em especial, das reflexões feitas por Marcus Aurélio Taborda de Oliveira, na sua tese de doutorado da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, com o título ¿A Revista Brasileira de Educação Física e Desportos (1968-1984) e a experiência da rede municipal do ensino de Curitiba: entre adesão e a resistência¿, que dá subsídio para entender a educação física nacional e suas principais realizações; a dissertação de mestrado de Eliana Campos Prates, defendida em 2009 no Mestrado em Educação na Universidade Católica de Santos, que faz uma análise histórica do esporte colegial santista, abordando as equipes femininas e a ascensão das mulheres através das práticas físicas. A metodologia utilizada é a pesquisa documental: principalmente as reportagens jornalísticas, fontes iconográficas e a história oral, obtida em depoimentos de professores e nos seus acervos; sendo relevante o material encontrado no Centro da Memória Esportiva Museu De Vaney de Santos. Ao final desta pesquisa foi possível verificar que as práticas esportivas de educação física colegial são baseadas nas diretrizes de políticas educacionais e desenvolvidas por professores com formação apurada. À juventude esportista colegial foram transmitidos valores, como: ordem, disciplina, espírito de iniciativa e de convivência; que teve como resultado uma competitividade saudável. Fatores que fizeram da cidade praiana solo fértil ao desenvolvimento esportivo e os clubes puderam ter nas escolas seu principal celeiro.

Endereço: http://biblioteca.unisantos.br:8181/handle/tede/1041

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.