Participação na Prática de Esportes e Competência Motora em Pré-escolares

Por: Alessandro Hervaldo Nicolai Ré e Daniel da Rocha Queiroz.

Motriz - v.20 - n.1 - 2014

Send to Kindle


Resumo

Modelo teórico recente sugere que competência motora na primeira infância está relacionada com o estado de saúde atual e futuro e práticas de esportes parecem ser especiais para tal competência. Este estudo comparou o desempenho motor grosso de pré-escolares participantes em práticas esportivas regulares (PE) com o daqueles não participantes nessas práticas (NPE), incluindo comparações entre gêneros. Dados do desempenho em habilidades locomotoras e de controle de objetos foram retirados de um estudo de base populacional com pré-escolares (3 a 5 anos); pré-escolares foram alocados em grupos PE e NPE, pareados por idade e gênero, para as habilidades locomotoras (n = 54; 30 meninos) ou controle de objetos (n = 37; 17 meninos). Análise de variância mostrou que o grupo PE foi melhor que o NPE; houve diferenças entre gêneros somente no grupo NPE. Práticas esportivas, já durante a primeira infância, contribuem para a competência motora, beneficiando ambos os gêneros.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/7061

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.