Pensando o Corpo Travestido e Transexualizado no Esporte: Uma Análise da Película Beautiful Boxer

Por: e Paula Nunes Chaves.

Motrivivência - v.27 - n.45 - 2015

Send to Kindle


Resumo

Refletimos o esporte enquanto espaço importante para a construção de formas de ser e identidades sexuais, um local de sociabilidade no qual se desenvolvem incontáveis combates de pertencimento sexual. Nesses sentido, este ensaio objetiva refletir sobre a película Beautiful Boxer (2004), tecendo apontamentos a respeito dos sujeitos de sexualidade e gêneros desviantes do padrão heteronormativo (gays, travestis, transexuais) no esporte a partir da história do lutador de boxe transexual contada pelo filme, que rompe a imagem tradicional do homem viril e másculo como única possibilidade para um boxeador. Ao mostrar um lutador que transita entre uma condição corporal musculosa e ao mesmo tempo delicada, capaz de movimentos de extrema força e gestos delicados no ringue, o filme descentra as marcações de gênero clássicas e noções binárias do masculino e do feminino, que polarizam força e delicadeza no esporte e nos faz pensar no esporte a partir de uma configuração queer.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/2175-8042.2015v27n45p219

Ver Arquivo (PDF)

Tags: , ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.