Percepção da Qualidade de Vida de Sobreviventes de Linfoma de Hodgkin

Por: Juliana dos Santos Cardoso.

72 páginas. 2018 20/02/2018

Send to Kindle


Resumo

Os linfomas são neoplasias malignas do sistema linfático que envolvem anormalidades cromossômicas e alterações da fisiologia celular com desenvolvimento progressivo, complexo e multiprocessual. O câncer vem se tornando uma doença cada vez mais frequente na população mundial, cujas consequências alcançam proporções físicas, psicológicas e sociais, a depender do grau da doença e/ou da terapêutica utilizada. Tais fatores influenciam na qualidade de vida dos indivíduos acometidos pelas neoplasias. Essa dissertação trata-se de uma pesquisa quantitativa e qualitativa, realizada com treze voluntários, seis homens e sete mulheres, sobreviventes de Linfoma de Hodgkin do Distrito Federal, com o objetivo de avaliar a percepção de qualidade de vida subjetiva desses sobreviventes. A qualidade de vida é um constructo e nesse trabalho segue o conceito World Helth Organization Quality of Life Group. (WHOQOL, 1994) como “A percepção do indivíduo de sua posição na vida no contexto da cultura e sistema de valores nos quais ele vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações”. A coleta ocorreu por de entrevista semiestruturada e questionário de avaliação de qualidade de vida para sobreviventes de linfoma, Fact-Lym. As entrevistas foram transcritas na íntegra, submetidas à análise de Bardin, o que proporcionou a criação das categorias “Viver antes do linfoma” e “Viver após o linfoma” e posteriormente ao software de análise de conteúdo, IRAMUTEQ®, ao qual suscitaram termos que indicam boa qualidade de vida e resiliência, contudo, sinalizam, também, por meio de termos da análise, eventos anteriores ao diagnóstico que indicam baixa qualidade de vida percebida pelos sobreviventes. Os resultados do questionário foram submetidos a análise estatística realizado por meio do teste de Shapiro Wilk para identificação da normalidade. Não foram observados outliers o que possibilitou calcular o Teste T de student para amostras independentes. A média e o desvio padrão do nível de qualidade de vida para linfoma, total do grupo, para o Fact-Lym foi 131,7 ± 20 a qualidade de vida geral (Fact-G) foi 84,2 ± 13,5 e a qualidade de vida por avaliação dos fatores sociais, físicos e relacionados ao linfoma (TOI) foi de 89,4 ± 15. Os resultados desse estudo ratificam a existência de bons níveis de qualidade de vida aos sobreviventes de Linfoma de xiv Hodgkin e sugere que a prática de atividade física estabelece função protetiva na manutenção ou elevação dos níveis de qualidade de vida.

Endereço: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31265

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.