Percepção das Barreiras e Prática de Atividade Física em Adolescentes Residentes em Regiões Metropolitana e Interiorana do Estado de São Paulo

Por: , Fabio Luis Ceschini, Luciene D Alvares e .

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.16 - n.3 - 2008

Send to Kindle


Resumo

Introdução: Experiências nacionais e internacionais apontam que barreiras pessoais (BP) e ambientais (BA) interferem no estilo de vida. Objetivo: analisar as BA e BP em adolescentes de ambos os sexos residentes em região metropolitana (RM-Santo André) e interiorana (RI-São Bento do Sapucaí) em São Paulo. Métodos: Avaliamos 198 adolescentes: 98 residentes em RM e 100 em RI com média de idade (15,6 + 0,7 (RM) e 16,0 + 1,6 anos (RI). Os avaliados responderam o questionário do Programa Agita São Paulo (2006), sobre BA e BP. As BA e BP foram analisadas pelos critérios: nunca interferem (1); (2) raramente; (3) algumas vezes; (4) freqüentemente; (5) quase sempre interferem. Agrupamos as respostas 1+2; 3 e 4+5. O nível de atividade física foi dividido em insuficiente (IA) e ativo (AT) e o teste Qui-quadrado (p

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/840

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.