Percepção Docente Sobre as Relações de Agressividade, Lúdico e Bullying na Escola

Por: Fernando Luiz Cardoso e Gustavo Levandoski.

Pensar a Prática - v.13 - n.2 - 2010

Send to Kindle


Resumo

O objetivo foi analisar a maneira com que os alunos administram suas situações de conflito e verificar a existência do fenômeno bullying em escolares. Participaram do estudo 59 alunos de ambos os sexos com idades entre 7 e 10 anos. Para verificar os alunos envolvidos em bullying utilizando o roteiro de Dan Olweus (1989) adaptado por Nogueira (2007), e através de observação informal nos horários das aulas de educação física, no recreio durante um período de 4 meses. Não foi possível identificar nenhum comportamento que caracterizasse escolares “agressores”, a partir dos critérios de Smith (2004). Também foi observado que os meninos gostam de jogos lúdicos de embate físico, sabem diferenciar o lutar a sério, deixando claro que conhecem os limites do jogo e da agressão.

Endereço: http://www.revistas.ufg.br/index.php/fef/article/view/8517

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.