Perda de Massa Corporal em Sauna Seca e Resposta Cardíaca Ao Estresse Por Calor

Por: Tomasz Boraczyński.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.24 - n.4 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Objetivos:

O objetivo do estudo foi determinar os efeitos da exposição ao calor induzidos pela sauna sobre a perda de massa corporal (BML) e sua relação com as variáveis antropométricas e fisiológicas básicas.

Métodos:

A amostra esteve formada por 230 homens adultos saudáveis de 21.0 ± 1.08 anos (média de idade: 20.0-24.5 anos). Foi determinada a área da superfície corporal (BSA) e separados em dois grupos de indivíduos com alta BSA (BSAH, n = 58) e baixa BSA (BSAL, n = 74). A intervenção consistiu em duas sessões de sauna seca de 10 minutos, separadas por um intervalo de 5 minutos. Foram tomadas as medidas pre-, peri- e posteriores à sauna, da massa corporal (BM) sem roupa e a frequência cardíaca (HR).

Resultados:

Entre os dois grupos de BSA, a BML diferenciou-se em 0.28 kg (74.81%). A BML absoluta e relativa correlacionou-se com maior força com a BM e a BSA (p < 0.001). Entre os quatro índices de tamanho-peso considerados, o Índice Quetelet I e o Índice de Massa Corporal mostraram as associações mais consistentes (p < 0.001) com a BML, enquanto que as mais fracas foram com o Índice Rohrer (p < 0.01) e o Índice de Magreza (p < 0.05). Comparado com a BML, as diferenças no HR foram relativamente pequenas (de 9.90% a 18.07%) e foi observada uma associação significativa entre a BML e o HR em repouso (p < 0.01) e em banho de sauna aos 10 e 20 minutos (p < 0.001).

Conclusões:

A magnitude da BML em homens adultos saudáveis após a exposição passiva ao calor dependeu da BM e da BSA. O custo fisiológico da tensão térmica induzida pela sauna seca (avaliada pela BML e o HR) é maior em indivíduos com alta BM e BSA. Também é recomendado o monitoramento da BM e HR para minimizar o risco de desequilíbrio homeostático e episódios cardiovasculares. Assim, esta população deveria refrescar seu corpo com maior frequência e consumir um maior volume de líquidos durante a sessão de sauna. Nível de evidência II; Estudo comparativo prospectivo.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1517-86922018000400258&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.