Perda de Eletrólitos Durante Uma Competição de Duatlo Terrestre no Calor

Por: Cláudia Dornelles Schneider, Geórgia Franco Becker, Liziane Maahs Flores e Orlando Laitano.

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.25 - n.2 - 2011

Send to Kindle


Resumo

Eventos esportivos prolongados, como o duatlo (6 km corrida, 26 km ciclismo e 4 km corrida) podem levar o atleta a um desequilíbrio hidroeletrolítico, devido a perdas elevadas de suor, em especial se realizados no calor. O presente estudo avaliou as perdas de sódio (Na+), potássio (K+) e cloreto (Cl-) durante uma competição de duatlo realizada no calor (31,2 °C e 51% de umidade relativa do ar), analisando a composição do suor e os níveis sanguíneos destes eletrólitos. Doze atletas fizeram parte deste estudo. Coletas de sangue foram realizadas antes e após a competição, e o suor foi coletado utilizando-se adesivos específicos. O tempo médio para completar a competição foi de 85,0 ± 6,57 min. O percentual de desidratação foi 3,0 ± 0,92%. A reposição de líquidos perdidos durante a competição foi 31 ± 18,7%. A taxa de sudorese foi 1,86 ± 0,56 L•h-1. A concentração de Na+, K+ e Cl- no suor foi 71 ± 26,05 mmol•L-1, 5,43 ± 1,98 mmol•L-1 e 58,93 ± 25,99 mmol•L1, respectivamente. A perda total de Na+, K+ e Cl- no suor foi 132,11 ± 62,82 mmol, 10,09 ± 5,01 mmol e 109,75 ± 58,49 mmol, respectivamente. Em conclusão, os atletas não ingeriram líquido suficiente para repor o volume de fluidos perdido. Além disto, os participantes apresentaram elevada taxa de sudorese acompanhada de perdas de Na+, K+ e Cl-. Apesar disso, não ocorreram alterações nas concentrações de eletrólitos séricos.

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbefe/v25n2/04.pdf

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.