Perda Hídrica e Prática de Hidratação em Atletas de Futebol

Por: Allan da Mata Godois, Carlos Alexandre Fett, Christianne de Faria Coelho-ravagnani, , Fabrício Cesar de Paula Ravagnani, Raquel Raizel e Vanessa Behrends Rodrigues.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.20 - n.1 - 2014

Send to Kindle


Resumo

Introdução: Atletas de futebol sofrem grande estresse fisiológico durante os treinos. As características da atividade associadas às condições climáticas desfavoráveis podem provocar desidratação intensa resultando em redução de desempenho físico. Objetivo: Estimar o percentual de desidratação de atletas futebolistas durante sessões de treino na cidade de Cuiabá-MT, Brasil. Métodos: Os dados foram coletados nas instalações do centro de treinamento da equipe. Participaram do estudo 17 atletas profissionais do sexo masculino (idade = 21,53 ± 1,19 anos; peso=71,99±7,66 kg; estatura=1,76±0,08m; IMC=23,31±1,69kg/m²). Foram analisadas as pesagens de pré e pós-treino em dois dias não consecutivos de treino (A e B) e pela perda de peso ocorrida, obteve-se a diferença de massa corporal (ΔMC); também se anotou toda a ingestão de líquidos. Os dados registrados foram aplicados às fórmulas específicas para análise. Resultados: O ΔMC entre a medida inicial e a medida final do treino A foi de 1,08 ± 0,45 kg, já a do treino B foi de 0,85 ± 0,47kg, representando 1,5 ± 0,63% e 1,19 ± 0,59% de desidratação, respectivamente. O volume de líquido ingerido foi de 2.591 ± 440 ml no treino A e de 926 ± 356 ml no treino B. A prática do futebol reduziu a massa corporal dos atletas após o treino, indicando que houve desidratação. Conclusão: Apesar da oferta constante de água aos jogadores, observamos que a reposição hídrica ad libitum não foi suficiente para manter o estado eu-hidratado de todos os atletas.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1517-86922014000100047&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.