Perfil Antropométrico e Ingestão de Macronutrientes em Atletas Profissionais Brasileiros de Futebol, de Acordo com Suas Posições

Por: Ana Raimunda Dâmaso, Celis Lopes Rodrigues, , Laura Cristina Cuvello, Ricardo Luiz Fernandes Guerra e Wagner Luis do Prado.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.12 - n.2 - 2006

Send to Kindle


.Resumo

O objetivo do presente estudo foi avaliar o perfil antropométrico, o valor energético total da dieta (VET) e a ingestão de macronutrientes em atletas profissionais de futebol, assim como verificar se existem diferenças entre as posições: goleiros (n = 12), zagueiros (n = 20), meio-campistas (n = 41), laterais (n = 21) e atacantes (n = 24) dentre as variáveis estudadas. A amostra foi composta por 118 futebolistas (23 anos ± 5 anos), profissionais da elite do Estado de São Paulo. Todas as avaliações foram realizadas durante o período competitivo. A composição corporal foi determinada através da medida das dobras cutâneas e os dados nutricionais obtidos por inquérito alimentar. Os goleiros e zagueiros mostraram-se mais altos, pesados e com maior quantidade de massa magra do que os demais atletas, porém sem diferenças significativas em relação à percentagem de gordura. Em relação aos hábitos alimentares destes atletas, verificou-se que os mesmos apresentaram dieta com baixa ingestão de carboidratos, hiperprotéica e tendência à hiperlipídica. Assim, pode-se concluir que existem diferenças antropométricas entre as posições estudadas e inadequações nutricionais. Os resultados do presente estudo sugerem que sejam realizadas intervenções nutricionais em futebolistas de elite, visando melhorar o desempenho.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issuetoc&pid=1517-869220060002&lng=pt&nrm=iso

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.