Perfil Antropométrico da Seleção Brasileira de Canoagem

Por: Carine Ferreira de Souza, , Luís Alberto Gobbo, Rafael Raul Papst e Sebastian Ariel Cuattrin.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.10 - n.1 - 2002

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente estudo foi verificar o perfil antropométrico de atletas da seleção brasileira de canoagem masculina e feminina. Participaram do estudo 15 atletas, sendo 11 homens e 4 mulheres (18,7 ± 2,5 anos), em fase de treinamento pré-competitivo. Foram mensurados peso corporal, estatura, perímetros, dobras cutâneas e diâmetros ósseos. A partir dessas medidas foram calculados o IMC, a composição corporal e o somatótipo. Diferenças significantes entre os sexos foram encontradas na composição corporal, apresentando os atletas masculinos maior massa corporal magra e menor gordura corporal relativa (p<0,01). Um comportamento mais homogêneo entre as dobras cutâneas foi observado no sexo masculino, contudo os pontos de maior e menor acúmulos adiposos foram semelhantes em ambos os sexos (coxa e bíceps, respectivamente). Embora o componente mesomorfo tenha sido predominante tanto no sexo masculino quanto no feminino, os homens foram classificados como mesomorfos balanceados e as mulheres como mesoendomorfas. PALAVRAS-CHAVE: canoagem, antropometria, composição corporal, somatótipo.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.