Perfil de Atividade Física de Escolares Provenientes de Diferentes Redes de Ensino e Cidades do Rio Grande do Sul

Por: Inaê Angélica Cherobin e Míriam Stock Palma.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.22 - n.4 - 2014

Send to Kindle


Resumo

Este estudo teve por objetivo comparar os perfis de atividade física de escolares provenientes de diferentes redes de ensino de um grande e um pequeno centro urbano no estado do Rio Grande do Sul. Participaram da amostra 225 pais de crianças de 6 a 10 anos de idade, os quais responderam a um questionário em que foram contempladas questões sobre o tempo livre diário e os locais para as crianças brincarem, o deslocamento para irem à escola, as brincadeiras de motricidade ampla de que mais participavam bem como sua frequência, a participação em atividades físicas organizadas, além do número de horas que as crianças permaneciam, durante a semana e o fim de semana, em tarefas como computador, vídeo game, praticando esportes, brincando com amigos, assistindo televisão e lendo. Para a descrição do perfil de atividade física foi empregada a estatística descritiva e, nas comparações por escolas e por cidades, recorremos à estatística inferencial, adotando o teste Qui-quadrado. Embora, em alguns quesitos, tenhamos constatado que o fato de as crianças pertencerem à determinada rede de ensino (pública ou privada) e/ou residirem em centros urbanos de diferentes portes (Porto Alegre ou Erechim) tenha exercido influência sobre esses perfis, na maioria das respostas, verificamos similaridade entre eles. Assim, podemos concluir que os perfis de atividade física das crianças participantes deste estudo mostraram-se semelhantes.

Endereço: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/4700

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.