Perfil de Liderança dos Treinadores de Equipes Femininas de Basquetebol

Por: Alexandra Folle, Franciane Maria Araldi, Júlia Helena de Oliveira Lima, Larissa Fernanda Porto Maciel, Mônica Cristina Flach e Raquel Krapp do Nascimento.

Corpoconsciência - v.22 - n.2 - 2018

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar o perfil de liderança dos treinadores de basquetebol feminino, na percepção das atletas, considerando a faixa etária e o tempo de prática. Participaram do estudo 78 atletas, classificadas para a fase estadual dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina. Na coleta de dados, utilizou-se a Escala de Liderança Revisada para o Esporte (percepção das atletas). O tratamento estatístico dos dados foi realizado por meio de percentual. Os resultados revelaram que, no estilo interação, as atletas, independentemente da idade e do tempo de prática, percebem seus treinadores com características predominantes de treino-instrução e consideração situacional. No estilo decisão, as atletas de 14 a 16 anos percebem seus treinadores com características mais democráticas, enquanto as atletas de 17 a 19 anos consideram que seus treinadores apresentam características mais autocráticas. Quanto ao tempo de prática, ambos os grupos percebem seus treinadores com características predominantemente democráticas.

Endereço: http://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/article/view/6514

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.