Send to Kindle


Resumo

Países como Estados Unidos da América, Espanha e Portugal possuem, além da já conhecida experiência no que diz respeito à gestão do esporte, definições bem claras dos papéis que os gestores do esporte têm nas diversas esferas do mesmo e em alguns casos, até a determinação da formação destes administradores. Já o que vemos no Brasil é o início das discussões acerca da gestão do esporte. Os profissionais envolvidos na gestão do esporte hoje não possuem formação específica, o que nos leva a crer que o perfil deste tipo de ocupação não está bem definido no país (BASTOS F. C. et al., 2006; BASTOS, F. C., FAGNANI, E. K.; MAZZEI, L. C., 2011). Quanto às instalações esportivas, não há conceituação e tipologias bem definidas a respeito das mesmas e mesmo a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), instrumento que padroniza nacionalmente os códigos de atividades econômicas no país, descreve a gestão e operação de instalações de esportes (para a prática do esporte ou organização de eventos esportivos) como sendo uma atividade econômica, ainda assim a área também não possui um perfil de seu gestor traçado, bem como de suas tarefas e domínios ou a formação do mesmo. Portanto, pretende-se com este estudo traçar o perfil de formação do gestor das instalações esportivas públicas da cidade de São Paulo e identificar as tarefas que estes gestores desempenham bem como discutir os domínios e conhecimentos necessários a um gestor de instalação esportiva. Utilizando-se da definição de VERGARA (2006) para a caracterização do tipo de pesquisa a ser realizada, esta se define quanto aos fins como uma pesquisa exploratória, pois não há conhecimento suficiente acumulado sobre o perfil do gestor de instalações esportivas no Brasil bem como as tarefas desempenhadas pelo mesmo, e explicativa, pois tem como objetivo, baseado nos dados coletados, traçar os domínios necessários a um gestor de instalação esportiva exercer sua função. Para obtenção dos dados será aplicado questionário composto por duas sessões de questões fechadas sendo que a primeira sessão abordará o perfil do gestor quanto a sua identificação, formação a partir de instrumento validado por BASTOS, F. C. (2006) e a segunda sessão abordará as tarefas desempenhadas pelos gestores das instalações esportivas a partir de tradução, adaptação e validação de instrumento utilizado por TAFALLA, A. M. G. et al. (2004).

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.