Perfil e a Percepção de Qualidade de Vida de Idosos em Um Programa de Promoção a Saúde

Por: A. G. D. Souza, C. C. Sordi, L. B. Santiago, R. M. R. Simões, S. M. Castellano, T. R. S. Paulo e W. W. Moreira.

IX Congresso Internacional de Educação Física e Motricidade Humana XV Simpósio Paulista de Educação Física

Send to Kindle


Resumo

O comportamento fisicamente inativo do ser humano vem cada vez mais contribuindo para o avanço da obesidade e demais morbidades crônicas degenerativas não transmissíveis. Essas doenças impactam de forma significativa a qualidade do viver, sendo que as mudanças no estilo de vida indicam resultados satisfatórios na prevenção do surgimento e dos agravos de muitas morbidades. O objetivo dessa pesquisa foi descrever o perfil e a percepção de qualidade de vida dos clientes da Unimed Uberaba, participantes do programa de Acompanhamento de Doenças Crônicas. O estudo é do tipo descritivo transversal, de natureza quantitativa com a participação de 35 sujeitos. Para a avaliação, utilizou-se questionário estruturado, com informações sociodemográficas, comportamento físico e o instrumento WHOQOL-BREF para avaliação da Qualidade de vida por meio de escores dos domínios: físico, social, ambiental, psicológico e geral. Para a análise, foram utilizados procedimentos da estatística descritiva (frequencia média, desvio padrão e distribuição percentílica). A média de idade foi de 68,3 anos (±7,3) sendo que, 98% (n= 34) são mulheres e 2% homem (n= 1). Em relação ao comportamento físico, 34% (n=12) praticam mais de 150 minutos semanais de exercícios físicos moderados e 66% praticam 90 minutos de exercícios físicos moderados realizados na própria operadora de saúde. Dentre as principais modalidades de exercícios físicos praticados pelos sujeitos são: ginástica funcional, hidroginástica e caminhada. Em relação a qualidade de vida, os resultados do WHOQOL-BREF revelaram escores nos domínios: social, 67,5%; físico de 63,2%; psicológico, 60,4% e ambiental 66,4%. Já em relação ao domínio geral, 68,5% considera a qualidade de vida muito boa e 64,5% estão muito satisfeitos com a sua saúde. Conclui-se que há uma estreita relação entre o comportamento físico dos clientes com as atividades físicas oferecidas na singular e apesar das diferentes morbidades e agravos os mesmos apresentam uma percepção positiva de viver e saúde mostrando então a efetividade das ações interdisciplinares do programa. 

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/10060/10060

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.