Perfil e Classificação Funcional dos Atletas Brasileiros na Modalidade Para Ski Cross Countr

Por: Gustavo Haidar, Leandro Ribela, Mey de Abreu Van Munster, Taylor Brian Lavinscky Pereira e Welson Luciano Coelho.

11° Congresso Brasileiro de Atividade Motora Adaptada - CBAMA

Send to Kindle


Resumo

O Para Ski Cross Country (PSCC) é uma modalidade paralímpica de inverno que consiste na participação de atletas com deficiências físicas e visuais agrupados em diferentes categorias, conforme critérios de avaliação clínica e funcional específicos. O presente estudo teve como objetivo analisar o perfil e a classificação funcional de atletas brasileiros que têm representado o Brasil em competições internacionais de Para Ski Cross Country. Trata-se de um estudo descritivo de corte transversal, cujos dados foram obtidos por meio de análise documental. Para tanto, recorreu-se aos dados disponíveis nos registros da Confederação Brasileira de Desportos na Neve e nos formulários de classificação dos atletas da World Para Nordic Skiing. A amostra foi constituída por 10 atletas de PSCC internacionalmente classificados no período compreendido entre janeiro de 2017 e agosto de 2019. Após tabulação dos dados em planilha Excel, verificou-se a participação de atletas com deficiência física acometidos por diferentes etiologias (causas congênitas, traumas e doenças), sendo a maioria do sexo masculino, com idade média de 26,5 anos, sendo dois participantes na categoria Standing (em pé) e oito participantes na categoria Sitting (sentado), entre outras variáveis que serão detalhadas a seguir.

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.