Perfil e Predição do Desempenho de Escaladores Indoor

Por: Amir Rashidlamir, Hamid Arazi, Mohammad Zahed Abolhasani e Somayeh Askari Hosaini.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.20 - n.1 - 2018

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do estudo foi estabelecer o somatotipo, o perfil antropométrico e neuromotor de escaladores indoor. Quatorze atletas do sexo masculino de elite e 10 atletas recreacionais do sexo feminino do Irã da modalidade escalada indoor participaram da pesquisa. Todas as medidas antropométricas foram coletas conforme padronizações internacionais. Força e resistência dos membros superiores foram avaliadas por teste isométrico. Força explosiva e equilíbrio foram avaliados pelos testes Sargent jump e Star Excursion Balance (SEBT), respectivamente. O somatotipo foi calculado pelo método Heath e Carter. O coeficiente de correlação de Pearson, correlações parciais e a análise de regressão múltipla foram utilizados. Largura do ombro, percentual de gordura corporal, força e resistência dos membros superiores para as mulheres apresentaram correlação positiva com a capacidade de escalar (ranque: r = 0,46–0,70, p ≤ 0,05). Para os homens, a habilidade de escalar foi associada com a razão cintura estatura, força de preensão manual absoluta e relativa à massa corporal, ao equilíbrio e a proporção digital da mão esquerda. O desempenho no SEBT e o índice de circunferência dos membros superiores tiveram o poder de explicar 62% na variação da capacidade de escalar. É provável que diminuir a massa de gordura não tenha impacto direto no desempenho dos escaladores. Além disso, o desempenho do SEBT é capaz de prever 35% do desempenho de escalada. Portanto, parece que os exercícios de equilíbrio podem ser eficazes na melhoria do desempenho de escalada. 

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/1980-0037.2018v20n1p82

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.