Perfil Morfológico de Culturistas Brasileiros de Elite em Período Competitivo

Por: .

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.14 - n.5 - 2008

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar o perfil morfológico de culturistas brasileiros de elite que competiram no XXVII Campeonato Brasileiro de Culturismo-Musculação. Um total de 28 atletas (27,0 ± 7,4 anos; 78,2 ± 8,7kg; 170,1 ± 6,9cm), do sexo masculino, foram voluntariamente estudados. Medidas antropométricas (massa corporal, estatura, espessura de dobras cutâneas, perímetros e diâmetros) foram coletadas de todos os sujeitos no período da manhã, no dia da competição. Os valores estimados da composição corporal dos atletas foram os seguintes: gordura corporal relativa, 5,8 ± 0,5%; massa corporal magra, 73,6 ± 8,2kg; massa muscular, 54,3 ± 6,7kg; área muscular do braço, 108,51 ± 15,19cm2. Por outro lado, o somatótipo médio encontrado foi: endomorfia, 1,11 ± 0,29; mesomorfia, 8,26 ± 0,67; ectomorfia, 0,95 ± 0,53 (mesomorfo balanceado). Além de os culturistas apresentarem elevados níveis de desenvolvimento muscular (~70%) e baixos depósitos de gordura corporal, verificou-se uniformidade nos acúmulos de gordura localizada. A predominância do componente mesomorfo confirmou a estrutura muscular acentuadamente desenvolvida encontrada nos atletas investigados. Portanto, os resultados do presente estudo demonstram que atletas de culturismo de elite apresentam no dia da competição grande volume muscular, bem como excelente definição muscular, proporcionalidade e simetria.

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbme/v14n5/12.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2014 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.