Perfil Psicológico de Prestação de Jogadores Profissionais de Futebol Brasileiros

Por: álvaro C. Mahl e José Vasconcelos Raposo.

Revista Portuguesa de Ciências do Desporto - v.7 - n.1 - 2007

Send to Kindle


Resumo

RESUMO O propósito do presente trabalho foi avaliar o perfil psicológico de prestação de jogadores profissionais de futebol brasileiros tal como aferido pelas variáveis auto-confiança, negativismo, atenção, motivação, imagética, positividade e atitude competitiva. A amostra consistiu em 529 jogadores: 266 jogavam a nível regional e 263 no campeonato nacional. O instrumento utilizado foi o desenvolvido por Loher e validado para atletas brasileiros por Vasconcelos Raposo. Com os dados da presente amostra foi elaborada uma análise factorial confirmatória. Os índices de adequação obtidos foram: X2/df=2.145; GFI= 0.87; CFI= 0.907; e o RSMEA=0.047. Apenas na variável positividade é que os jogadores apresentaram valores superiores a 26. O perfil psicológico de prestação identificado sugere que os atletas de algum se preparam mentalmente para a competição, mas que não fazem de uma forma sistemática. Os atletas de nível nacional apresentaram valores superiores aos do escalão inferior. Foram encontradas diferenças estatisticamente significativas nas variáveis auto-confiança, negativismo, atenção e motivação. Os resultados deste estudo demonstraram que os anos de experiência competitiva se correlacionam positivamente com as variáveis do perfil psicológico de prestação. Palavras-chave: habilidades psicológicas, perfil psicológico de prestação, futebolistas profissionais brasileiros.

Endereço: http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-05232007000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.