Perspectivas Para o Lazer com o Impasse da Luta Pela Redução da Jornada de Trabalho – o Caso Brasileiro

Por: Luiz Octávio Lima de Camargo.

Licere - v.12 - n.2 - 2009

Send to Kindle


Resumo

A luta dos trabalhadores pela redução da jornada de trabalho se enfraquece, internacionalmente, com a progressiva tendência de flexibilização, que ameaça um dos fundamentos teóricos do lazer que é o de ser pago pelo trabalho. Ainda existirá o lazer se desaparecerem os tempos pagos de lazer (repouso semanal remunerado, férias remuneradas, aposentadoria remunerada)? O objetivo desta comunicação é mostrar, ao lado de um retrospecto histórico das etapas da redução da jornada de trabalho no Brasil, que a compreensão do fenômeno do lazer nas sociedades modernas exige mais do que nunca um distanciamento da sociologia do trabalho e uma aproximação maior com a história e a sociologia da cultura.

Endereço: http://www.anima.eefd.ufrj.br/licere/pdf/licereV12N02_ar2.pdf

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.