Pesquisa Sobre Jogos Olímpicos e Paralímpicos: Análise da Produção Científica Brasileira Indexada nas Bases de Dados Scopus e Web Of Science

Por: Maria Fátima dos Santos e Solange Alves Santana.

5º Encontro Brasileiro de Bibliometria e Cientometria

Send to Kindle


Resumo

1 INTRODUÇÃO

Desde o anúncio pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), em 2009, em Copenhague (Dinamarca), de que a cidade do Rio de Janeiro (Brasil) sediaria a 31ª edição dos Jogos Olímpicos de Verão e a 15ª edição dos Jogos Paralímpicos, o tema vem despertando o interesse da comunidade científica brasileira. Diante de tal cenário, o presente trabalho constitui-se como um estudo bibliométrico que analisa a produção científica brasileira sobre Jogos Olímpicos e Paralímpicos, publicada no período de 2002 a 2015 e indexada nas bases de dados Scopus e Web of Science (WoS). O estudo se justifica pela necessidade de mapeamento da pesquisa sobre o tema, haja vista o incremento de políticas públicas, tecnológicas, científicas e de produção e produtividade, bem como o grande aporte recursos para a realização dos eventos. Para Vanti (2002) e Santos e Kobashi (2009) os indicadores de produção são cada vez mais utilizados como meio para se compreender de forma mais acurada a dinâmica da ciência, além de subsidiarem o planejamento de políticas científicas, avaliando seus resultados. 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.