Polimorfismo nos Genes dos Receptores β2 e β3 Adrenérgicos e Modificações Metabólicas em Crianças e Adolescentes com Excesso de Peso Submetidos a Programa de Exercícios Físicos e Orientação Nutricional

Por: Gerusa Eisfeld Milano.

116 páginas. 2013 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo teve dois objetivos, primeiro avaliar a frequência do polimorfismo Trp64Arg do gene β3-adrenérgico (ADBR3) e Arg16Gly e Gln27Glu no gene do receptor β2-adrenérgico (ADBR2) em crianças e adolescentes e relacioná-lo com as variáveis antropométricas, cardiorrespiratórias e metabólicas. O segundo investigar o papel do polimorfismo no gene ADBR3 (Trp64Arg) e ADBR2 (Arg16Gly e Gln27Glu) nas respostas das variáveis antropométricas, cardiorrespiratórias e metabólicas em crianças e adolescentes com excesso de peso, submetidas a tratamento multidisciplinar com 12 semanas de exercício físico e orientação nutricional. No primeiro estudo participaram 189 crianças e adolescentes, com excesso de peso, idade entre 10 e 16 anos, de ambos os sexos. Inicialmente avaliaram-se: estatura, peso, circunferência abdominal (CA), pressão arterial sistólica (PAS) e diastólica (PAD), consumo máximo de oxigênio (VO2max), glicemia basal, colesterol total (CT), lipoproteína de alta densidade (HDL-C), lipoproteína de baixa densidade (LDL-C) e triacilglicerol (TG). Foram calculados o índice de massa corporal (IMC) e o IMCESCORE Z. As mutações Trp64Arg (ADBR3) e Arg16Gly e Gln27Glu (ADBR2) foram avaliadas por genotipagem Taqman. No segundo estudo, participaram 83 crianças e adolescentes com excesso de peso em 12 semanas de exercício físico e orientação nutricional. Na fase inicial e após 12 semanas, avaliaram-se peso, estatura, CA, frequência cardíaca de repouso, PAS e PAD, taxa metabólica de repouso, VO2max, glicemia basal e após 120min, insulina basal e após 120min, CT, HDL-C, LDL-C e TG. O IMC, IMC-ESCORE Z, Homeostasis Metabolic Assessment (HOMA-IR) e Quantitative Insulin Sensitivity Check Index (QUICKI) foram calculados. O exercício físico consistiu em sessões de 110 min, três vezes por semana, 45 min de ciclismo indoor, 45 min de caminhada e 20 min de alongamento. A intensidade foi de 35 a 55% do VO2max nas primeiras quatro semanas e aumento até 55 a 75%. Utilizou-se teste t, Wilcoxon e teste de Qui-quadrado nos dados transversais. Nos dados longitudinais utilizou-se uma ANOVA com medidas repetidas e ANCOVA nas variáveis com dados inicias diferentes. Todos com nível de significância de p < 0,05. Os dados transversais revelaram que no polimorfismo Gln27Glu (ADBR2) o valor de TG foi superior no grupo portador da mutação quando comparado ao usual (p=0,01). Nas demais variáreis não houve diferenças significativas. Antes da intervenção, o HOMA-IR (p=0,001) e GLI120 (p=0,03) estavam mais elevados nos portadores do alelo 64Arg (ADBR3). Após as 12 semanas, o HOMA-IR apresentou maior redução no grupo com alelo 64Arg (p=0,01), as demais variáveis tiveram semelhanças das respostas. No polimorfismo Arg16Gly (ADBR2), a GLI120 inicial foi maior nos portadores do alelo 16Gly (p=0,01), as demais variáveis não diferenciaram. No polimorfismo Gln27Glu (ADBR2), a PAS (p=0,009), PAD (p=0,01) e TG (p=0,05) iniciais foram maiores nos portadores do alelo 27Glu, as demais variáveis foram semelhantes. Após a intervenção, houve tendência a maior redução nos valores de TG (p=0,06) e PAS (p=0,08) no grupo com alelo 27Glu. Conclui-se que as respostas antropométricas, de aptidão física e redução do peso foram semelhantes nos grupos com e sem polimorfismo ADBR2 e ADBR3. Entretanto, a terapêutica de 12 semanas de exercícios físicos aeróbios e orientação nutricional pode ser utilizada como estratégia na melhora da sensibilidade à insulina (polimorfismo Trp64Arg no receptor ADBR3) e na redução da PAS e TG (polimorfismo Gln27Glu do gene ADBR2). Sugere-se que, o incentivo às mudanças ambientais pode ser efetivo em crianças e adolescentes com excesso de peso, mesmo nos indivíduos com alterações metabólicas associadas ao componente genético. 

Endereço: http://www.pgedf.ufpr.br/Teses.html

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.