Pólo Aquático Feminino

Por: Lila Peres.

Atlas do Esporte no Brasil.

Send to Kindle


Resumo

Origem

Há indícios de que lavadeiras holandesas praticavam um jogo semelhante ao pólo aquático no fosso de lavagem do castelo de Haamstede durante a Idade Média, empregando uma bexiga de porco como bola. Independentemente das possibilidades do pólo aquático feminino ser anterior ao masculino, o I Campeonato Mundial, oficializado pela FINA, aconteceu em 1986, na cidade de Madri. No Brasil, os primeiros relatos apontam para as partidas recreativas realizadas por nadadoras do Botafogo de Futebol e Regatas-RJ, nos anos de 1950. Posteriormente, surgem mulheres praticantes nas Escolinhas do Maracanã-RJ, no Tijuca Tênis Clube-RJ e no Clube Paulistano-SP , no início dos anos de 1980. Mas é no final desta década que o pólo aquático feminino se afirma no cenário desportivo brasileiro.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.