Pontos de Corte Para a Aptidão Cardiorrespiratória e a Triagem de Fatores de Risco Para Doenças Cardiovasculares na Infância

Por: , Cristine Boom Constanzi, Gabriel Gustavo Bergmann, Lidiane Requia Alli, Mauren Lúcia de Araújo Bergmann, Ricardo Halpern e Ricardo Rodrigo Rech.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.16 - n.5 - 2010

Send to Kindle


Resumo

O principal objetivo deste estudo foi analisar a validade e propor novos pontos de corte para aptidão cardiorrespiratória de escolares de sete a 12 anos de idade. A amostra foi constituída por 1.413 escolares. A aptidão cardiorrespiratória foi medida através do teste de corrida/caminhada de nove minutos. O colesterol total e as pressões arterial sistólica e diastólica foram medidas e através delas foram criadas referências de fatores de risco para doenças cardiovasculares. Através da curva receiver operating characteristic entre a aptidão cardiorrespiratória e as referências de fatores de risco para doenças cardiovasculares foram identificados os valores dos pontos de corte. Adicionalmente foi utilizada a análise bivariada seguida do cálculo de razão de chances (odds ratio-OR) para identificar quanto os indivíduos que não atenderam os pontos de corte propostos tinham a mais de chance de apresentar fatores de risco para doenças cardiovasculares. Os resultados indicaram que, dentre as propostas analisadas, a que foi sugerida neste estudo apresentou melhores ajustamentos entre sensibilidade e especificidade. Os resultados da análise bivariada mostraram que indivíduos que não atenderam os pontos de corte propostos têm maiores chances de apresentarem fatores de risco para doenças cardiovasculares.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-86922010000500004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.