Por Um Novo Conceito de Educação Física

Por: Manoel José Gomes Tubino.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.8 - n.1 - 2000

Send to Kindle


Resumo

Os desafios da passagem do século têm levado inúmeros autores “a interpretações da contemporaneidade como Eric Hobsbawm, Perruchon de Bouchard, Alvin Toffler, Edgar Morin, Gilles Lipovetsky, Guy Debord e muitos outros”. O ponto comum destas interpretações é o reconhecimento de que o mundo atual sofreu uma influência decisiva no avanço dos meios de comunicação e que o consenso foi substituído pelo dissenso, gerando novos conceitos em todas as áreas do conhecimento. A Educação Física também tem agora o seu conceito revisado pelo Manifesto Mundial de Educação Física - FIEP 2000. No novo conceito, ela deixa sua delimitação para a infância e adolescência, e passa a constituir-se como um processo de Educação ao longo da vida das pessoas, isto é, passa a ser uma Educação Física para crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos. A Educação Física passou a objetivar o desenvolvimento nas pessoas, a partir dos seus direitos à Educação Física, para um Estilo de Vida Ativo. Neste processo, a Educação para a Saúde e Lazer passam a ser prioritários. A Educação Física nesta nova interpretação passa a ser um ensino para a criação de habilidades motoras, atitudes e conhecimentos. Este novo conceito renovado de Educação Física além de dar sentido aos seus programas, rompe com o seu entendimento como simples atividade, passatempo ou moda.

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.