Possibilidades do Corpo na Ginástica Geral a Partir do Discurso dos Envolvidos

Por: Patricia Stanquevish.

97 páginas. 2004

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo insere-se no Programa de Pós Graduação da Universidade Metodista de Piracicaba – UNIMEP, no Curso de Mestrado em Educação Física, na Linha de Pesquisa da Pedagogia do Movimento: Educação Motora. A questão dos conceitos e definições a respeito da Ginástica Geral é a discussão principal deste trabalho, que leva em conta a observação e percepção de professores e praticantes envolvidos com a modalidade. O procedimento metodológico foi definido pela abordagem qualitativa de pesquisa, dos tipos bibliográfica e de campo. A pesquisa de campo foi dividida em dois momentos: o primeiro utilizou como instrumento o questionário aplicado com professores que participavam do I Brasil – 2003 - Fórum Internacional de Ginástica Geral, em Curitiba, e que, de alguma forma, relacionavam-se com a modalidade; o segundo caracterizou-se por uma entrevista semi-estruturada com praticantes de Ginástica Geral, incluindo participantes e não-participantes da 12a Gymnaestrada Mundial em Lisboa, Portugal. Levantados e interpretados os dados, constatou-se que tanto o professor quanto o praticante de Ginástica Geral, têm definições abrangentes sobre ela, porém reconhecem ser uma modalidade aberta para participação de todas as pessoas, independentemente de suas características individuais. Os professores identificam falhas na divulgação e desenvolvimento da GG, a partir de ações das entidades responsáveis pelo fomento da ginástica no Brasil e no mundo. Os praticantes valorizam a participação em eventos, principalmente, a Gymnaestrada Mundial, como possibilidades de experiência cultural e indicam benefícios pela prática. Verificou-se que, a partir do discurso dos pesquisados, a Ginástica Geral esbarra em sua diversidade, sendo ainda necessário definir conceitos mais sólidos, que organizem sua abrangência de características, para que seu significado no Brasil não seja relacionado somente à participação na Gymnaestrada Mundial, mas sim que valorize todo o processo em que ocorre a sua prática. No final do trabalho concluiu-se como desejável que, no âmbito educacional, a Ginástica Geral tivesse um espaço que estimulasse a participação de todos os interessados e, a partir daí, que o praticante optasse pela competição ou não.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=813&listaDetalhes%5B%5D=813&processar=Processar

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.