Prática da Caminhada no Lazer na População Adulta da Zona Urbana de Pelotas, Rs

Por: Angélica Nickel Adamoli.

138 páginas. 2009 30/03/2009

Send to Kindle


Resumo

Estudos têm mostrado que a prática regular da caminhada pode trazer benefícios significativos para saúde, sendo amplamente recomendada como uma das atividades físicas (AF) mais acessíveis para que a população se torne fisicamente ativa. O objetivo do presente estudo é analisar a prática da caminhada no lazer e fatores associados na população adulta de Pelotas, RS. No ano de 2007 foi conduzido um estudo transversal, de base populacional, na cidade de Pelotas, RS. Através de um processo amostral em múltiplos estágios, 900 domicílios da zona urbana foram selecionados. Indivíduos com idade igual ou superior a 20 anos residentes nestes domicílios foram considerados elegíveis para o estudo. O Questionário Internacional de Atividades Físicas (IPAQ), na sua versão longa, foi utilizado para a mensuração do nível de AF considerando apenas a caminhada realizada no período de lazer. Informações demográficas, socioeconômicas, comportamentais e de saúde foram coletadas por meio de instrumentos pré-testados e pré-codificados. Foi elaborado e testado, em estudo-piloto, um instrumento para a coleta de informações relacionadas aos motivos, recomendações, preferências e cuidados relacionados à prática da caminhada no lazer. Inicialmente será realizada uma análise descritiva para caracterizar a amostra e, posteriormente, análises bivariada para verificação de associações. Os resultados poderão contribuir na promoção de intervenções efetivas no estímulo à prática de AF, especificamente a caminhada. 

Endereço: http://wp.ufpel.edu.br/ppgef/dissertacoes_2009/

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.