Prática Constante e Aleatória no Aprendizado de Voleibol

Por: Cintia de Oliveira Matos, Guilherme Menezes Lage, , Madson Pereira Cruz, Patrick Costa Ribeiro Silva e Thiago Fernandes Neves.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.20 - n.6 - 2018

Send to Kindle


Resumo

O tipo de prática pode influenciar o que é aprendido de uma habilidade motora. O objetivo deste estudo foi investigar os efeitos da prática constante e aleatória no aprendizado do Programa Motor Generalizado e parâmetros do serviço de voleibol. A amostra foi composta por 20 crianças entre 10 e 12 anos de idade. Os participantes realizaram um pré-teste cujo escore foi adotado para contrabalançar dois grupos (n = 10), prática aleatória e prática constante. Durante a fase de aquisição, o grupo aleatório realizado 252 serve de três posições diferentes, sempre indicado no final de cada saque, e o grupo constante realizado serve apenas de uma posição específica. O teste de retenção mostrou que ambos os grupos aprenderam o Programa Motor Generalizado, mas a prática aleatória conduziu a maior aprendizagem de parametrização, resultante da variável prática.

Referências

Del Rey P, Wughalter EH, Whitehurst M. Os efeitos da interferência contextual em mulheres com experiência variada em habilidades esportivas abertas. Res Q Exerc Sport 1982; 53 (2): 108-15.

Francês KE, Rink JE, Werner PH. Efeitos da interferência contextual na retenção de três habilidades de voleibol. Percept Mot Skill 1990; 71: 179-86.

Shea JB, Morgan RL. Efeitos de interferência contextual na aquisição, retenção e transferência de uma habilidade motora. J Exp Psychol 1979; 5 (2): 179-87.

Fialho JVAP, RN Benda, Ugrinowitsch H. O efeito de interferência contextual em uma aquisição de habilidade de servir com jogadores de vôlei experientes. J Hum Mov Stud 2006; 50: 65-78.

Saemi E, Porter JM, Varzaneh AG, Zarghami M. Shafinia P. Praticando ao longo do contínuo de interferência contextual: uma comparação de três horários de prática em um cenário de educação física elementar. Cinesiologia 2012; 44 (2): 191-8.

Wright DL, Shea CH. A manipulação da dificuldade do programa motor generalizado durante a prática bloqueada e aleatória não afeta a aprendizagem dos parâmetros. Res Q Exerc Sport 2001; 72 (1): 32-8.

Lage GM, Alves MAF, Oliveira FS, Palhares LR, Ugrinowitsch H, Benda RN. A combinação de horários de prática: efeitos nas dimensões relativas e absolutas da tarefa. J Hum Mov Stud 2007, 52: 21-35.

Lai Q, Shea CH, Wulf G, Wright DL. Otimização do programa motor generalizado e aprendizado de parâmetros. Res Q Exerc Sport 2000; 71 (1): 10-24.

Lai Q, Shea CH. Aprendizagem do programa motor generalizado (GMP): efeitos da frequência do conhecimento dos resultados e da variabilidade da prática. J Mot Behav 1998, 30 (1): 51-9.

Shea CH, Lai Q, Wright DW, Immink M, Preto C. Condições variáveis --

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/1980-0037.2018v20n6p598

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.