Prática de Atividades Físicas no Lazer Como Discriminador da Autoavaliação Positiva de Saúde

Por: Camilo Luiz Monteiro Lourenço, e Thiago Ferreira de Sousa.

Arquivos de Ciências do Esporte - v.2 - n.1 - 2014

Send to Kindle


Resumo

Introdução: A autoavaliação de saúde é um parâmetro subjetivo que possibilita avaliar o estado de saúde individual e tem sido adotada em estudos epidemiológicos de base populacional. Objetivo: selecionar pontos de corte dos minutos de prática de atividades no lazer em intensidade moderada e vigorosa que melhor discriminam a autoavaliação positiva de saúde em estudantes universitários. Procedimentos metodológicos: Estudo transversal realizado com estudantes universitários de uma universidade pública. A variável de classificação foi a autoavaliação de saúde positiva (saúde boa e muito boa). Os melhores pontos de cortes, em minutos, para a prática de atividades físicas no lazer de intensidade moderada, vigorosa, e moderada a vigorosa foram as variáveis testadas, por meio das áreas sob a curva ROC e complementados pelos seus respectivos valores de sensibilidade e especificidade. Resultados: Para os homens e mulheres, a prática de atividade física no lazer de intensidade moderada a vigorosa melhor discriminou a autoavaliação de saúde positiva (ponto de corte de 175 minutos e 40 minutos, respectivamente). No entanto, em mulheres, o valor de sensibilidade observado para essa intensidade de prática foi menor. Conclusão: A prática de atividades físicas no lazer de intensidade moderada a vigorosa melhor discriminaram a autoavaliação de saúde positiva, em ambos os sexos. O ponto de corte para a prática de atividades físicas no lazer de intensidade moderada a vigorosa, foi o melhor discriminador da autoavaliação de saúde positiva e foi maior em homens que nas mulheres.

Referências

Fonseca SA, Blank VLG, Barros MV de, Nahas MV. Percepção de saúde e fatores associados em industriários de Santa Catarina, Brasil. Cad Saúde Pública 2008;24(3):567-76.

Barros MVG, Nahas MV. Comportamento de risco, auto-avaliação do nível de saúde e percepção de estresse entre trabalhadores da indústria. Rev Saúde Pública 2001;35(6):554-63.

Aarnio M, Winter T, Kujala U, Kaprio J. Associations of health related behaviour, social relationships, and health status with persistent physical activity and inactivity: a study of Finnish adolescent twins. Br J Sports Med 2002;36(5):360-64.

Vancea LA, Barbosa JMV, Menezes AS, Santos CM, Barros MVG de. Associação entre atividade física e percepção de saúde em adolescentes: revisão sistemática. Rev Bras Ativ Fís Saúde 2011;16(3):246-54.

Sousa TF, Fonseca AS, José HPM, Nahas MV. Estudo MONISA: características e aspectos metodológicos. Rev Bras Epidemiol 2012;15(4):904-07.

Sousa TF de, Fonseca AS, José HPM, Nahas MV. Validade e reprodutibilidade do questionário Indicadores de Saúde e Qualidade de Vida de Acadêmicos (Isaq-A). Arq Ciênc Esporte 2013;1(1):21-30.

Ainsworth BE, Haskell WL, Herrmann SD, Meckes N, Bassett Jr DR, Tudor-Locke C, et al. Compendium of physical activities: a second update of codes and MET values. Med Sci Sports Exerc 2011;43(8):1575-81.

Zanchetta LM, Barros MBA, César CLG, et al. Inatividade física e fatores associados em adultos, São Paulo, Brasil. Rev Bras Epidemiol 2010;13(3):387-99.

Tammelin T, Näyhä S, Hills AP, Järvelin M. Adolescent participation in sports and adult physical activity. Am J Prev Med 2003;24(1):22-28.

Azevedo MR, Araújo CL, Silva MC, Hallal PC. Tracking of physical activity from adolescence to adulthood: a population-based study. Rev Saúde Pública 2007;41(1):69-75.

Silva GSF da, Bergamaschine R, Rosa M, Melo C, Miranda R, Filho MB. Avaliação do nível de atividade física de estudantes de graduação das áreas saúde/biológica. Rev Bras Med Esporte 2007;13(1):39-42.

Lima-Costa MF. Estilos de vida e uso de serviços preventivos de saúde entre adultos filiados ou não a plano privado de saúde (inquérito de saúde de Belo Horizonte). Ciên Saúde Col 2004;9(4):857-864.

Endereço: http://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/aces/article/view/576

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.