Praticar Surfe, Arborismo e Skate, Entre Outras Atividades Ao Ar Livre, Promove o Condicionamento Físico e Ajuda no Desenvolvimento Motor. Vários Professores Já Estão Fazendo Isso a Partir da 1ª Série e com ótimos Resultados

Por: Paulo Araújo.

Nova Escola - n.194 - 2006

Send to Kindle


É um barato! Professores que gostam de esportes de aventura praticados em contato direto com a natureza e que geralmente desafiam a coragem estão incluindo essas modalidades no planejamento anual para despertar nos alunos o prazer de se movimentar e para que eles conheçam os próprios limites físicos e psicológicos. A grande "loucura" é que essas atividades quebram a rotina, ensinam a garotada a encarar desafios e mostram a importância do bom condicionamento físico. "É uma tendência que vai crescer nos próximos anos", aposta Flávio Antônio Ascânio, coordenador do curso de pós-graduação em surfe e outros esportes praticados com prancha na Universidade Monte Serrat, em Santos, litoral de São Paulo.Num país como o nosso, com uma variedade enorme de paisagens, o que não faltam são cenários para bolar aulas diferentes. "Praia, montanha, cachoeiras, trilhas e até obstáculos urbanos, tudo favorece", acrescenta Ricardo Ricci Uvinha, professor do curso de Lazer e Turismo da Universidade de São Paulo e autor de um estudo sobre a prática de esportes radicais nas aulas de Educação Física no Ensino Fundamental. Para ele, o desenvolvimento desse tipo de tarefa no ambiente escolar, nem que seja uma vez por ano, amplia o repertório de movimentos da garotada e as possibilidades de treino esportivo.

Endereço: http://revistaescola.abril.com.br/educacao-fisica/fundamentos/esta-aula-maximo-424003.shtml

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.